Quais os benefícios de um sistema de gestão ERP para sua empresa?

7 minutos para ler

À medida que os Enterprise Resource Plannings se tornam mais acessíveis e há mais informações sobre eles na internet, mais pessoas sabem descrever o que é ERP. Contudo, muitos ainda não conhecem todos os benefícios de um sistema de gestão ERP para uma empresa.

Há até empresas que possuem sistemas ERP, porém, não aproveitam todas as suas possibilidades, por não os conhecerem bem. Isso sem falar nas empresas que deixam de adotá-lo por conta disso. 

Esses benefícios começam, justamente, pela definição do que é ERP. O Enterprise Resource Planning — ou planejamento de recursos empresariais — é um sistema digital que centraliza e organiza todas as informações da empresa e de suas equipes. 

Em um só sistema, é possível encontrar informações fidedignas e atualizadas sobre todos os aspectos da empresa: clientes, vendas, financeiro, estoque, fiscal… Por isso, não seria exagero afirmar que um sistema ERP pode revolucionar a rotina de uma empresa — principalmente na equipe comercial e na força de vendas. 

Mas além dessa visão geral, é interessante ponderar sobre os benefícios do ERP em detalhes — pensando nas várias maneiras que esse sistema pode contribuir, na prática.

1. Informações integradas e atualizadas

Uma empresa, independente do tamanho, gera uma grande quantidade de informações todos os dias. Mas se for uma empresa maior — com muitos colaboradores, equipes e clientes — os fluxos de informações são ainda mais intensos.

O estoque precisa pedir reposições de produtos para a área de compras, e precisa falar com o comercial para avisar que os produtos estão em falta — e, por isso, não podem ser oferecidos aos clientes. Quantos e-mails, telefonemas ou mensagens são necessários para deixar todos na mesma página, diariamente? E quantas informações se perdem nessas trocas?

Esse problema diminui muito com o ERP. Afinal, todos os departamentos da empresa podem trabalhar juntos, a partir das mesmas informações. Pensando no exemplo acima: a demanda do estoque pode surgir automaticamente para a área de compras e para o comercial. E esses departamentos também podem verificar os dados de estoque no sistema.

2. Automatização de processos

Perceba que grifamos a palavra “automaticamente” no trecho acima. Afinal, com todas as informações da empresa em um só lugar, o sistema de gestão ERP pode “cortar caminhos” — e automatizar diversas tarefas, especialmente as manuais e repetitivas.  

Pense no faturamento de um pedido pelo comercial, que poderia demandar inúmeros e-mails para o estoque, financeiro, fiscal, entre várias outras sub-tarefas relacionadas ao faturamento de um pedido. Porém, com o ERP, um clique pode ser o suficiente para enviar as informações necessárias para cada departamento.

Nesse sentido, podemos dizer que o ERP possibilita uma enorme economia de tempo. Além disso, ao evitar trabalhos manuais e repetitivos, também diminui a possibilidade de erros.

3. Transparência e compartilhamento de informações

Com informações compartilhadas, os processos se tornam muito mais eficientes — como descrevemos acima —, mas também se tornam mais transparentes e confiáveis.

Nesse sentido, o ERP é importante para que os gestores possam corrigir os erros, identificar falhas e pontos de melhoria, além de prevenir eventuais fraudes — às quais qualquer empresa, infelizmente, está sujeita. Dito isso, o compartilhamento de informações também aumenta a confiança e a colaboração entre as diversas equipes e departamentos da empresa.

4. Decisões mais assertivas, com base em dados

Os sistemas de gestão ERP fornecem acesso a dados e números da empresa em tempo real, além de facilitarem a produção de relatórios gerenciais, quando necessário. 

Então, na prática, bastam alguns cliques na tela do sistema ERP para ter acesso a dados que auxiliam na tomada de decisão. Por exemplo: é só consultar o módulo financeiro para saber se há verbas para um determinado investimento. Ou seja, sem ter que mandar e-mails, fazer reuniões ou consultar planilhas que, muitas vezes, estão desatualizadas.

5. Sistemas personalizados e escaláveis

No item acima, nós mencionamos o módulo financeiro do ERP. Isso porque um sistema como esse é composto por vários módulos — e você pode decidir quais devem ser habilitados para sua empresa, no momento. Ou seja, é uma solução personalizada.

Dito isso, é claro que alguns módulos são indispensáveis. De acordo com nossos parceiros da ERPFlex, esses são os módulos que não podem faltar no seu ERP:

  • financeiro
  • vendas
  • gestão de estoque
  • compras
  • notas fiscais

Você pode ter diversas outras funcionalidades além dessas e fazer integrações com outros sistemas para potencializar seu ERP. O ERPFlex, por exemplo, é totalmente integrado ao sistema de força de vendas da Mercos, de modo que os pedidos feitos pelo sistema caem lá no ERP, automaticamente

Nesse assunto, também é importante dizer que os sistemas são facilmente escaláveis, caso eles sejam em nuvem. Afinal, se tratando de um sistema online, é só solicitar novos usuários e armazenamento adicional para a fornecedora do ERP, sem precisar instalar nada.

6. Praticidade com segurança

Essa questão do sistema em nuvem, que acabamos de mencionar, é muito importante para dois outros aspectos centrais do sistema de gestão ERP. 

Para começar, isso torna a implementação e usabilidade do sistema muito mais prática. Isso porque você só precisa acessar o ERP pelo navegador de internet ou instalar um aplicativo no celular. Se for necessário trocar algum computador ou servidor, os arquivos continuam salvos na nuvem e podem ser acessados com login e senha. 

O login e senha para colaborador confere segurança ao sistema. Também permite o controle de acesso a informações sensíveis, e a edição de dados apenas por pessoas autorizadas.

7. Redução de custos

Em última instância, o ERP ajuda a reduzir custos em várias áreas da empresa, fazendo isso de diversas formas. 

Leia também:
Sistema de vendas com ERP: por que ter os dois na operação comercial?

Para começar, a integração de informações e automatização de processos diminuem muito as horas investidas em tarefas repetitivas, reduzindo os custos com recursos humanos. Seu papel na diminuição de erros também contribui para reduzir os custos decorrentes dos erros. Além disso, as decisões mais assertivas podem eliminar despesas desnecessárias e ajudar a empresa aumentar sua lucratividade.

Isso sem falar das reduções de custo em cada área: a gestão de estoque, das compras, do financeiro, das vendas… Tudo se torna mais eficiente, eliminando despesas desnecessárias e contribuindo para a lucratividade da empresa em vários aspectos.

Revolucione sua rotina

Então, chegando ao final do artigo, resgatamos uma frase que escrevemos lá no início: não é exagero dizer que um sistema ERP pode revolucionar a rotina da empresa. 

Mas, considerando que todas as informações da empresa serão processadas e utilizadas por esse sistema, é essencial escolher um ERP confiável — e que realmente possa oferecer todos os benefícios citados neste artigo. 

Para tanto, nós recomendamos os nossos parceiros da ERPFlex. Seu ERP é um dos líderes de mercado, escolhido por mais de 60 mil empresas de todos os portes e de vários segmentos. Ele é 100% online, seguro, e tem vários módulos que ajudam a gerenciar os recursos da sua empresa. 

Além disso, ele é totalmente integrado ao sistema de força de vendas e e-commerce B2B da Mercos. Assim, você pode administrar os pedidos de forma prática, sem ter que exportar informações ou repassá-las manualmente.

Da mesma forma, seu estoque é constantemente atualizado para que os representantes não vendam produtos em falta. Utilizando o sistema Mercos em conjunto com sistema de gestão ERP da ERPFlex, você consegue automatizar seus processos e acelerar suas vendas de maneira muito mais simples.

Então, convidamos você a acessar o site da ERPFlex e saber mais sobre nossa parceria e seus benefícios. 

Mercos
Analista de conteúdo
Posts relacionados

Deixe um comentário

Shares